terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Artigo: Irmãos Gêmeos Na Astrologia

Irmãos Gêmeos na Astrologia
                                               
                                                      Autora: Débora Rodrigues Mechica Miguel

Irmãos gêmeos na Astrologia:
a hipótese do Globo Materno

Débora Rodrigues Mechica Miguel
A astróloga brasiliense Débora Mechica propõe uma nova (e polêmica) teoria para explicar as diferenças de personalidades entre gêmeos.

Link do artigo publicado:

Nós sabemos que dois corpos não ocupam um mesmo espaço. E essa Lei se aplica também na astrologia. Sabemos que uma mãe gravida de gêmeo, carrega num mesmo espaço dois ou mais corpos, só que, “cada um no seu quadrado”. E como fica essa teoria quando pensamos em astrologia? Sabemos que a grande maioria dos irmãos gêmeos traz traços de personalidade bem distintos. E por isso, parecem nem mesmo ter saído da mesma barriga, que dirá ter quase a mesma Carta Natal.
A Astrologia procura explicar a diferença na personalidade dos gêmeos baseada na pouca diferença de horário, - o que todos nós, astrólogos, sabemos que não convence quase ninguém, nem mesmo a nós mesmos. - Sim, alguns minutos de diferença no mapa faz uma pequena alteração, mas não o bastante para a enorme diferença de comportamento e personalidade que a grande maioria dos irmãos gêmeos carrega durante a vida toda. E livre arbítrio também não convence. Então como explicar isto?

Finalmente a resposta para essa pergunta chegou.
E a resposta veio por meio de uma intervenção espiritual. Um mentor veio até mim no dia dezessete de Novembro de 2013, ao meio dia e vinte e explicou detalhadamente como a Astrologia funciona no caso de irmãos gêmeos. O mentor pediu para que eu pesquisasse o assunto, colhesse informações, fizesse um estudo de caso e enviasse essa teoria para a maior quantidade de astrólogos possível e comunidades astrológicas também, para que eles tivessem acesso ao conteúdo e pudessem testar e ver com os próprios olhos que a teoria funciona. E realmente parece que funciona. Já que, com base nas pesquisas que eu fiz, conforme foi pedido, posso afirmar que a teoria funciona, pois, as leituras dos mapas dos irmãos gêmeos que fiz tiveram cem por cento de acerto. Foi explicado que esse seria o primeiro passo de muitos. Essa teoria é a ponta do novelo de lã. Tem muita coisa para desenrolar daí. Tem muita coisa para se revelar. Esse foi apenas o passo inicial. E o passo inicial é esse:
O primeiro ponto a se analisar é o Globo Materno. O Globo Materno nada mais é do que o ventre da mãe. Este ventre se torna o palco principal na leitura de mapa gemelar.
Conforme a figura ao lado, o Globo Materno é o reflexo do mapa astrológico. Só que este Globo é igual para todas as mães. Ele é fixo. O mapa muda, já o Globo Materno, não.
Os pontos cardeais do ventre materno são muito importantes. A primeira referência é o coração. O coração fica sempre do lado esquerdo. Oposto a ele, podemos chamar de Leste e dizermos que ali está o ascendente impresso na hora do nascimento dos bebês. Ou seja, se um dos irmãos estiver no lado direito da barriga da mãe, ele automaticamente estará no lado ascendente deste Globo e o outro irmão estrará no lado descendente do Globo.  Se os bebês estiverem atravessados, um pode estar no Zênite (MC), e o outro  no Nadir (FC).







Observe bem a imagem a seguir:




Aqui nós temos uma imagem dos gêmeos. Cada gêmeo ocupa um espaço da barriga da mãe. Durante toda a gestação esses bebês vão brincar de um lado pro outro até que, em um certo momento, o espaço ficará escasso e os bebês terão menos mobilidade e ficarão mais quietos e acomodados. E lá entre o oitavo e nono mês, se tudo correr bem, um dos bebês irá se encaixar e será o primeiro a sair.
Eu acredito que durante toda a gestação, as influências dos planetas são de enorme importância. Mas isso é assunto para uma outra pesquisa. O que importa mesmo é:

 O momento do nascimento e o quadrante dos bebês na hora do parto
Onde cada bebê está dentro da barriga, faz toda a diferença na hora do nascimento.  Assim como na gestação de um único bebê, que é impresso uma carta astrológica na hora que o bebê sai da barriga da mãe e respira pela primeira vez, com os gêmeos é quase a mesma coisa, só que com uma pequena diferença:
Um pouco antes de o primeiro bebê nascer, é importante sabermos exatamente a localização de cada bebê para associarmos os planetas, signos, asteroides, lotes, estrelas fixas e tudo que está no céu a cada um deles. Os quadrantes são essenciais para essa leitura. Feito isto, nascem os bebês. O horário é anotado do primeiro, e minutos depois vêm o segundo, que também recebe seu horário de nascimento e o momento da primeira respiração. Pronto! Temos os mapas das crianças. Só que, agora, sabendo devidamente onde cada bebê estava minutos antes do nascimento. E com isso, podemos traçar as diferenças na personalidade de cada um. Como? Explicarei a seguir.
Temos que lembrar que dentro da barriga da mãe estão dois ou mais bebês. E estes bebês estão recebendo as energias e influências de todo o nosso sistema solar, assim como das constelações e do universo em geral. Como são duas ou mais vidas se formando dentro do ventre, a energia de todos os planetas, da Lua, do Sol e de todo o resto influenciam fortemente os bebês. Só que um receberá mais as forças dos planetas do que o outro. Os planetas precisam de uma atenção toda especial. A forma como estes planetas irradiam os bebês faz diferença na hora da leitura de um mapa. O planeta que vibra para um bebê, não vibrará da mesma forma e com a mesma intensidade para o outro bebê. Por isso, é tão importante sabermos as posições dos bebês antes do nascimento. Estes planetas estarão dentro de algum quadrante da roda astrológica. Os astrólogos sabem da importância dos quadrantes dentro da astrologia e como cada um deles age na personalidade das pessoas. A posição dos bebês e os quadrantes em que estão faz toda a diferença na personalidade de cada um dos bebês.  Se um bebê estiver no lado direito da barriga da mãe, ou no lado leste (ascendente), essa criança receberá as energias que esse quadrante emana.

 E Conforme a imagem ao lado, vejamos, como exemplo, essas influências nos bebês:
O bebê que está no lado leste, pouco antes do nascimento, ou na hora do rompimento da bolsa, está recebendo a forte energia do Sol, de Saturno, de Júpiter, de Vênus, de Mercúrio, do Eixo Nodal Sul e de Plutão enquanto o outro recebe com menos intensidade estas energias. Mas vamos falar somente do Sol neste exemplo. Vamos supor que este sol está no signo de Peixes.
Já o bebê no lado oeste, ou descendente, recebe a forte influência de Quiron, de Marte, de Netuno, de Urano, do Eixo Nodal Norte, da Roda da Fortuna e da Lua, e o seu irmão recebe um pouco menos essas influências. Vamos supor que a Lua esteja no signo de Virgem.

Com essas duas informações, podemos ver que, o bebê que está no lado Leste terá mais influência do signo de Peixes, principalmente pelo Sol estar no lado dele, e isso trará uma personalidade pisciana mais aguçada do que o irmão. E pelo quadrante “ariano” em que se encontra, será mais ativo e independente e menos sociável. E conforme cada planeta, cada asteroide, cada lotos, cada estrela fixa, cada signo e cada aspecto, dá para relacionar o que está no lado Leste do mapa com o bebê.
Já com o bebê do lado Oeste, podemos dizer que ele recebe uma influência forte da Lua, ou seja, essa Lua Virginiana tornará o bebê um pouco mais organizado e disciplinado do que o irmão. E o quadrante em que se encontra o torna mais passivo e dependente dos outros para a ação, diferente do irmão. Esses são alguns dos exemplos básicos de como podemos interpretar o mapa de gêmeos.

Mas então surge a dúvida sobre mais de dois irmãos. Nestes casos, se aplica a mesma técnica e teoria. A barriga da mãe se torna um Globo. E dentro deste Globo cada espaço, cada quadrante tem seu significado. Cada cantinho dentro da barriga da mãe recebe as influências dos planetas e dos quadrantes, mesmo que um bebê esteja sobre o outro.  Lembrando sempre que dois corpos não podem ocupar um mesmo espaço. Ou seja, cada um terá um espaço para chamar de seu no Globo Materno.






Bebês Univitelinos e Bivitelinos
Até o momento e referente à pesquisa, não existe muita diferença entre os Univitelinos e Bivitelinos para uma análise de mapa astrológico e personalidade. O que pode ocorrer no caso dos bebês Univitelinos é uma ligação maior entre eles, ou uma sensibilidade mais aguçada entre os irmãos. Mas isso não é uma regra.

Planetas no meio dos dois gêmeos
Na imagem ao lado, temos o exemplo de Quiron, o asteroide que está exatamente entre os dois bebês. Neste caso, Quiron vibra igualmente para os dois irmãos. Os dois recebem a mesma quantidade de energia deste asteroide.
 Como aconteceu no mapa de uma das gêmeas pesquisadas, vou usar como exemplo o significado deste posicionamento de Quiron no mapa e o porquê foi dividido igualmente a carga desse asteroide para as duas irmãs:
O Quiron representa a morte do pai. Esse desencarne abalou igualmente as duas irmãs. Fez com que as duas continuassem a vida sem o pai, mas lutando e curando a ferida da ausência de uma figura tão importante. (Só lembrando que esta imagem não tem nada a ver com o mapa das irmãs gêmeas, somente o posicionamento de Quiron).  E por isso, este Quiron está posicionado desta forma, no fundo do céu, na cúspide do Nadir. Só aí já dá para tirar um monte de informações e conclusões.
Ou seja, quando a energia de um planeta, asteroide, lote, estrela fixa, etc. estiver entre os irmãos, a energia será dividida igualmente para cada um deles. Se for Júpiter, por exemplo, os dois receberão as expansões que só esse planeta emana.

Planetas somente de um lado do mapa
Existe a possibilidade de todos, ou quase todos, os planetas estarem em apenas um lado do mapa e consequentemente vibrando mais para um bebê do que para o outro. Nesses casos, o bebê que estiver aonde não há planetas, ele receberá uma energia bem branda de cada um dos planetas, e por isso poderá ser bem mais passivo do que o irmão. Mas não podemos deixar de olhar os signos, as casas, os quadrantes, os graus e as estrelas fixas em que este bebê está. Só essas informações podem dizer muito sobre a personalidade do bebê ou da pessoa.  Já o bebê que recebe todas as influências dos planetas, terá que ser analisado com muito cuidado, porque seria como se este bebê estivesse sob um stellium planetário e toda essa energia pode trazer uma sobrecarga ou uma grande tensão para ele. Mas aí surge uma dúvida, e então me perguntam: como seria isso, se todas as pessoas, não gêmeas, recebem essa mesma carga no mapa natal? É uma ótima pergunta. Mas aqui estamos falando de energia compartilhada. A forma como a energia é distribuída entre gêmeos e não gêmeos e totalmente diferente. É como se o Universo soubesse que dentro daquele útero estivessem duas ou mais vidas e não apenas uma e este Universo trabalhasse conforme essa necessidade de compartilhamento.  Agora, se essa energia compartilhada se desequilibra entre os participantes, pode significar uma diferença enorme de personalidade entre os irmãos – típico dos que se olham e falam: “é impossível sermos irmão, e ainda por cima, gêmeos” seria um o oposto do outro. Todos os planetas que vibram nas casas e nos signos serão chicoteados para o signo e casa oposta. Exemplo: Sol em Virgem – refletindo Sol em Peixes e Sol na casa oito – refletindo Sol na casa dois. Resumindo, seriam os irmãos opostos e complementares.

Parto Normal e Cesárea: quem nasce primeiro é o que importa

A hora do parto é um momento importantíssimo para a astrologia. É nesta hora que a nossa carta astrológica é impressa para o resto da vida. A forma como nascemos não importa muito e não modifica muito nossa Carta Natal.  Ela é o que é e pronto. E é assim com os gêmeos também. Claro! Se for parto normal, o bebê que estiver encaixado será naturalmente o primeiro a sair. Já na cesárea, o bebê que estiver próximo ao canal vaginal, será o primeiro a sair. E se fosse o caso de encaixe, este bebê próximo ao canal vaginal seria provavelmente o primeiro a sair também.  O fato é que a personalidade do primeiro bebê que nasce é bem distinta do segundo. E este é mais um ponto de extrema importância para a leitura de mapa gemelar.
O primeiro bebê traz uma característica Ariana. Não que este bebê será como as pessoas do signo solar de Áries. Ele terá as iniciativas que um desbravador e pioneiro tem. Ou seja, em termos gerais, esse bebê terá mais energia, terá mais iniciativa, será mais ativo e independente do que o irmão. Isso ocorre porque a possibilidade de o primeiro bebê a sair estar no lado ascendente dias antes do parto, é enorme. Principalmente em partos normais. E isso faz com que esse bebê receba toda essa energia ascendente. Mesmo que os bebês estejam sentados ou atravessados, essa possibilidade é grande. O bebê que estiver no Nadir receberá essa energia iniciadora e de atitude do ascendente, diferente do que estiver no Zênite, que será mais contido nas atitudes e no agir.



Concluindo

Agora temos a possível resposta para o grande mistério dos irmãos gêmeos na astrologia. Claro que, baseado nestes tópicos, surgirão novas questões, novas perguntas, mais dúvidas e questionamentos. Mas a carta foi posta à mesa e é chegada a hora de explorarmos mais e mais este assunto que por muitos e muitos anos foi evitado ao máximo pelos astrólogos. Hoje podemos dizer que existe, sim, uma forma de analisar e ler de forma eficiente e eficaz um mapa gemelar.
Podemos, sim, ver as diferenças entre os irmãos. Podemos entender o porquê do sucesso de um e a dificuldade do outro de obter o mesmo sucesso. Podemos entender as aptidões para profissões tão distintas. Podemos entender o porquê que um irmão tem caminhos mais abertos e outro parece ter mais dificuldade na sua caminhada. Hoje podemos entender o porquê uns irmãos gêmeos têm mais a ver e outros irmão gêmeos não têm nada a ver um com o outro. Várias questões astrológicas podem ser analisadas baseando seu estudo nesta teoria. Fico feliz por poder dizer para quem vier perguntar sobre irmãos gêmeos na astrologia, que existe uma resposta para a diferença de personalidade de cada um. E claro, como esta explicação, se torna difícil irmãos gêmeos serem iguais em atitudes e personalidades - O que sabemos que é muito mais comum do que irmão gêmeos com personalidades parecidas. – Hoje, cada irmão gêmeo pode dizer que tem seu próprio mapa, único e individual.



Um comentário:

  1. Gostei muito da abordagem. Poderia fazer uma análise do mapa da Gisele Binchën e da irmã dela no seu canal do youtube?

    ResponderExcluir